PDF's acessíveis

O que é Acessibilidade?

A acessibilidade envolve como os usuários com deficiência acessam informações eletrônicas e como fazer com que os PDF's funcionem com dispositivos assistivos usados por pessoas com deficiência.

A acessibilidade possui critérios legais - os padrões de acessibilidade incluem: WCAG 2.0, WCAG 2.1, HHS, e PDF/UA, todos os quais garantem que os documentos sejam acessíveis e utilizáveis.

Leis nos EUA, Canadá, Austrália e União Europeia, por exemplo, exigem que as autoridades estaduais e federais permitam o acesso universal do público às informações digitais que fornecem. Além de sites, isso se aplica em particular a documentos em PDF. Embora tais leis nem sempre se apliquem ao setor privado (ou se apliquem apenas em casos limitados), cada vez mais empresas modernas estão aceitando sua responsabilidade de fornecer versões acessíveis tanto de seus sites quanto dos documentos em PDF que fornecem.

Aqui estão alguns recursos para mais informações:

A acessibilidade é revisada e atualizada regularmente. Conforme ela muda, volte a esta página para garantir que você tenha as informações mais recentes.

Para que um arquivo PDF seja acessível, ele deve atender aos critérios legais, neste caso, PDF/UA.

  • O conteúdo é categorizado de duas maneiras: conteúdo significativo e artefatos, como elementos decorativos da página. Todo conteúdo significativo deve ser marcado e integrado à árvore de estrutura de todas as tags dentro de um documento. Por outro lado, os artefatos só precisam ser marcados como tal.
  • O conteúdo significativo deve ser marcado com tags e, juntamente com as outras tags no documento, criar uma estrutura completa.
  • O conteúdo significativo deve ser marcado com as tags semânticas apropriadas.
  • A estrutura criada pelas tags do documento deve refletir a ordem lógica de leitura do documento.
  • Somente as tags padrão definidas no PDF 1.7 podem ser usadas; se outras tags forem usadas, uma entrada de atribuição de função deve registrar qual tag padrão cada uma representa.
  • As informações não podem ser transmitidas apenas por meio visual (por exemplo, contraste, cor ou posição na página).
  • Não é permitido nenhum conteúdo que pisque, pisque ou pisque, seja como efeitos controlados por JavaScript ou como parte de qualquer vídeo incorporado no PDF.
  • Um título do documento deve ser fornecido e o documento deve ser configurado para que o título (em vez do nome do arquivo) apareça no título da janela.
  • O idioma de todo o conteúdo deve ser observado e as mudanças de idioma devem ser explicitamente marcadas como tal
  • Quaisquer elementos pictóricos - sejam objetos de imagem ou outros objetos não textuais, como objetos vetoriais ou grupos de objetos - devem ter um texto alternativo correspondente.
  • Leis nos EUA, Canadá, Austrália e União Europeia, por exemplo, exigem que as autoridades estaduais e federais permitam acesso universal do público às informações digitais que fornecem. Além de sites, isso se aplica especialmente a documentos em PDF. Embora tais leis nem sempre se apliquem ao setor privado (ou se apliquem apenas em casos limitados), cada vez mais empresas modernas estão aceitando sua responsabilidade de fornecer versões acessíveis de seus sites e dos documentos em PDF que eles fornecem.

Na maioria dos documentos da Base de Conhecimento, nós o orientaríamos sobre como sugerimos construir e exportar arquivos, no entanto, como existem ótimos recursos que serão atualizados com frequência e atendem aos requisitos legais, é melhor que nós o direcionemos diretamente a esses recursos.

A Adobe possui informações sobre como tornar os PDFs acessíveis e verificar a acessibilidade usando o Acrobat Pro: Criar e verificar a acessibilidade de PDFs (Acrobat Pro)

A Adobe também fornece informações sobre acessibilidade para o InDesign: Criando PDFs acessíveis

Para obter mais ajuda, entre em contato com as Relações de Parceria através do envio de um pedido através do nosso formulário da web.

Este artigo foi útil?
Utilizadores que acharam útil: 0 de 0